Saiba quais vilões sabotam a produtividade no trabalho

Sabe aquela sensação de que você trabalhou arduamente o dia todo, porém a produção não foi suficiente para dar um fim a todas aquelas tarefas que você queria? E mais, parece que quanto mais tarefas você conclui, mais tarefas aparecem? Muito cuidado! Você pode estar sendo vítima de alguns maus hábitos que detonam a produtividade no trabalho de qualquer um. Tratando-se de quem trabalha com um alto índice de tarefas e prazos diariamente, o cuidado deve ser redobrado para evitar esses males. Hora de conhecer 5 vilões da produtividade no trabalho, e como combatê-los. Vamos lá?

1. Acreditar que é multitarefa

Assim como sabemos que não é recomendado dirigir um carro e realizar outra atividade simultaneamente, durante a jornada de trabalho não é aconselhável executar outras funções ao mesmo tempo, a famosa multitarefa.

Lembra-se que ser multitarefa é um mito (e um perigo).

Estudos como o do The Journal of Experimental Psychology comprovam que, enquanto você acha que é multitarefa porque realiza duas ou mais atividades ao mesmo tempo, você está, na verdade, reduzindo a sua produtividade no trabalho.

Para ser mais claro quanto às consequências dessa prática, alguns números comprovam que ser “profissional multitarefa” não é uma opção muito acertada. Conheça as razões:

  • Profissionais desse tipo demoram até 50% a mais para cumprir uma tarefa.
  • Estão suscetíveis a cometer 50% mais erros que o comum.
  • Apresentam uma queda de até 40% da produtividade no trabalho.

Caso isso ainda não convença de que você está no caminho errado, confira o infográfico “The high cost of multitasking” e conheça mais alguns dados alarmantes sobre o assunto.

Então, já consegue imaginar o quanto você pode ter a sua produtividade no trabalho otimizada ao deixar pra lá esse hábito? Os dados deixam claro que:

  • O tempo que você leva para concluir múltiplas tarefas é superior ao tempo que levaria para executá-las separadamente.
  • Você é vítima de uma queda de qualidade (não venha dizer que não, pois acontece sim!).
  • As chances de erros aumentam ao realizar as tarefas simultaneamente.

Se você é um legítimo multitarefa, o desafio para deixar de agir dessa forma será grande, mas se policie e planeje suas atividades para que consiga executar cada atividade separadamente, e com foco!

2. Fazer corpo mole após um resultado positivo

Conseguir agendar uma reunião tão esperada, atingir uma meta de sua estratégia, conquistar clientes ou um upselling é, sem dúvidas, uma maravilha! E é bem comum, após alcançar um objetivo, associarmos o feito com um momento paracelebração ou uma pausa para relaxar.

Mas lembra-se que, na verdade, você tem um conjunto de atividades diárias e metas estabelecidas, e ninguém aqui quer ficar com a consciência pesada ao chegar no fim do dia e ter deixado alguma coisa de lado, não é mesmo? Então, deixe para comemorar no momento certo, com toda a importância que a ocasião merece. Não caia na tentação do corpo mole após um resultado positivo, mire nos seus objetivos e siga em frente!

3. Deixar-se interromper constantemente por notificações

Você está em um ápice de rendimento quando, de repente, uma nova notificação chega no seu smartphone ou no navegador. Seja por um aviso sonoro, ou por aquela janelinha na tela, sabemos que é quase irresistível não visualizar (afinal, alguém interagiu com você), mas o comprometimento com a sua produtividade no trabalho deve ser superior para que os esforços valham a pena.

Você precisa manter o foco na sua jornada para realizar grandes coisas”, Les Brown.

Sim! Distrair-se com notificações de redes sociais durante o horário de trabalho é um ato comum e que, segundo estudo da Middle Tenesse State University, pode causar redução no seu rendimento, já que, ao consultar uma notificação, seu cérebro terá um desafio para retornar ao foco principal, a tarefa anterior. Ou seja, para não sabotar o seu momento de produtividade no trabalho, desative as notificações para as redes sociais, evitando o mundo de distrações que elas proporcionam.

Mas, você pode pensar: “Eu trabalho com redes sociais! Não posso me desconectar delas.” Se esse for o seu caso, a dica é utilizá-las de maneira consciente. Tente separar o que é imprescindível para a realização do seu job, do que é assunto pessoal.

 

4. Fugir do que é desagradável

Todos temos, pelo menos, alguma tarefa que não vamos muito com a “cara”. Isso é totalmente normal! O problema está na forma como você a encara. Deixar para resolver o que é desagradável para depois não é a melhor solução, além de ser um ato de procastinação. Muito menos tentar realizar outras atividades para se sentir mais produtivo, quase que como um consolo, e continuar a evitar o inevitável.

Se você precisa engolir um sapo, não o encare por muito tempo”, Connie Hilliard.

Tenha em mente que essa tarefa tem sua importância, sim! Ela está ligada às estratégias e aos objetivos traçados, e que, por tabela, tem impacto no êxito do seu sucesso profissional.

Portanto, de preferência, conclua a tarefa que considera menos favorita o quanto antes. Encare-a como uma prioridade. Desse jeito, você evita criar um estresse mental e seu ritmo de produtividade no trabalho irá fluir com mais leveza.

5. Desmotivar-se com facilidade

im, é um pouco óbvio que desmotivação diminui a produtividade no trabalho, mas não é todo mundo que consegue deixá-la para trás facilmente.

Por vezes, você se sente desmotivado por horas, dias ou até mesmo semanas e a sua cabeça não consegue, por um comodismo ou falta de proatividade, combater esse vilão que pode gerar danos imensos à sua produtividade no trabalho?

Primeiro, concentre-se em detectar qual é a origem da sua desmotivação, e então,pense numa solução, planeje o que você pode fazer para mudar a situação ou problema, e seja proativo!

 

Foto: Divulgação

 

Com informações Clint Solutioncorpo-outra-produtividade-no-trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.