Qualidade de vida e oportunidades de estudo na Flex da Zona Leste de SP

Trabalhar perto de casa é um grande privilégio que permite evitar tempo nos deslocamentos para ganhar horas de lazer, estudo e dedicação à família. Oferecer mais qualidade de vida para os moradores da Zona Leste, em São Paulo, sempre foi o objetivo da Flex, empresa de gestão de relacionamentos com foco em contact center e gestão de crédito e cobrança, que celebrou em julho o primeiro ano de sua operação na unidade de Parque Industrial São Lourenço, próxima aos bairros de São Mateus e Cidade Tiradentes, na capital paulista. Com um total de 426 funcionários na unidade, a empresa também oferece bolsas de estudo para seus colaboradores e incentivar a qualificação e crescimento profissional.

Funcionária da Flex há dois anos, a teleatendente Jacileide Vieira, de 32 anos, que mora no bairro do Sapopemba, foi transferida há alguns meses para São Mateus e já vê a diferença que morar mais próximo ao trabalho faz em sua rotina diária. “Comecei a trabalhar na Flex na Zona Sul, na unidade do bairro Ipiranga, e levava mais de 1 hora e meia para chegar ao trabalho. Atualmente estou na unidade do Parque Industrial São Lourenço e levo 40 minutos no trajeto, conseguindo levar e buscar a minha filha na creche. Consigo passar mais tempo com ela, ganho tempo para fazer as atividades do dia a dia e também qualidade de vida”, comenta.

Com a unidade na Zona Leste, a Flex reforça o cuidado com a gestão de pessoas na empresa. “Além de gerar mais empregos, buscamos a inclusão de profissionais de diferentes idades e gêneros, o trabalho mais próximo da moradia proporciona maior qualidade de vida. Para a Flex, a felicidade é um valor e queremos torna-lo cada vez mais verdadeiro para nossos profissionais.  Se tivermos profissionais mais felizes, teremos um serviço ainda melhor”, comenta Claudio Vilela, diretor administrativo da Flex.

Oportunidade de estudos

As oportunidades de crescimento e de construir um plano de carreira são reais na Flex. A empresa oferece bolsas de estudo para educação a distância para incentivar a formação de nível superior desses profissionais de todas as unidades, o que garante a qualidade de seus serviços e também o desenvolvimento de carreiras na Empresa. Somente na unidade de São Mateus, 31% do quadro de funcionários está fazendo curso superior.

É o caso da teleatendente Gabriele Souza Daniel, de 26 anos, que trabalha na empresa há pouco mais de um ano e é beneficiada com uma bolsa de 65% em seu curso de pedagogia. “Sempre pretendia fazer faculdade de pedagogia, porém engravidei e as condições não foram favoráveis para que eu pudesse realizar esse sonho. Com a parceria entre Flex e a Króton, estou indo para o segundo semestre da faculdade e conquistando essa realização”. Gabriele já trabalhou como teleatendente em outra empresa do setor, mas acredita que na Flex o funcionário é verdadeiramente valorizado. “Na Flex eu sei que eu tenho oportunidades para subir na carreira. Além de conquistar meu diploma em um curso superior, pretendo prestar o processo seletivo interno para a vaga de instrutora”, comemora

 

pensamentos-diarios1209

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.