Flex patrocina Leoas da Serra

A ideia era formar um time de futsal feminino para aumentar o envolvimento do Clube Inter de Lages com a cidade, mas o projeto inicial superou as expectativas e se tornou um modelo de engajamento social. Desde fevereiro deste ano, a Flex patrocina o Leoas da Serra – como é conhecido, compartilhando os valores de um time que, além da paixão pelo esporte, agrega talento e responsabilidade social.

O projeto tem sede em Lages, na serra Catarinense, mas aceita atletas de todas as partes do país. As 31 atletas do Leoas da Serra têm alojamento garantido, alimentação balanceada, ajuda de custo e acesso a plano médico e odontológico. A única exigência é que as jogadoras estejam, obrigatoriamente, estudando.

“Já tivemos casos de atletas que se ofereceram para participar do projeto, mas não tinham a intenção de estudar, então não aceitamos”, declara Maurício Neves, criador do projeto. Além da Flex, o time recebe apoio de outras entidades, como o Colégio Santa Rosa de Lima e a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac).

Além de estudantes, as atletas também são monitoras nas escolinhas de futsal do projeto, passando suas experiências para meninas com idades entre seis e 14 anos. Atualmente, 250 crianças participam das escolinhas. “Estamos expandindo e estimamos que até o final do ano estaremos atendendo cerca de 800 meninas nas escolinhas”, destaca Maurício. O projeto abrirá mais três polos, além dos já existentes no centro de Lages e na cidade Urupema.

Segundo a capitã do Leoas, Greice Behn, a oportunidade de atuar nas escolinhas e ensinar meninas que estão começando no esporte é mais do que compensadora. “Trabalhar nas escolinhas é uma realização pessoal sem comparação, muitas meninas chegaram sem saber tocar numa bola e hoje em dia essas são as que não perdem nenhum treino. O retorno dos pais das alunas também é algo incomparável”, ressalta a atleta.

e (6)

Parceria Flex

A Flex é uma das patrocinadoras master do Leoas da Serra e tem uma relação antiga com o time lageano. Em 2014, a empresa apoiou a participação do time na Liga Nacional de Futsal. “Havíamos recebido o convite para participar da Liga, mas não tínhamos como custear a viagem e hospedagem do time. Na ocasião recebemos o apoio pontual da Flex para aquela competição”, lembra Maurício.

Este ano, a Flex voltou ao time de patrocinadores do Leoas, agora de forma integral. “Com o crescimento do projeto e criação das escolinhas, voltamos a conversar com a Luciana Ávila [Superintendente Flex Lages] pois sabíamos do histórico da empresa em apoiar o esporte feminino”, conta Maurício.

Segundo Luciana, a unidade Flex Lages é a maior empregadora privada do município e, por isso, costuma receber muitos pedidos de patrocínio. O cuidado está em selecionar quais projetos compartilham dos mesmos valores que a empresa.

“A ação social desenvolvida pelo Leoas com as escolinhas para as meninas tem ganhado cada vez mais visibilidade, é um projeto que envolve toda a comunidade, gera engajamento e isso chamou a nossa atenção”, completa.

10580923_1698742750370997_7836213634651393609_o

Esporte como forma de conscientização

As atletas do Leoas da Serra dividem seu tempo entre os estudos, as escolinhas, treinos e jogos, mas também usam a imagem do time para apoiar campanhas e ações importantes para o público feminino. “No Outubro Rosa, por exemplo, distribuímos panfletos com fotos das jogadoras e frases da campanha. Além disso, durante todo o mês o time jogou com uniforme cor de rosa”, comenta Maurício.

O retorno obtido através do Leoas da Serra tem ajudado a desmistificar a participação feminina em um esporte que, por muito tempo, foi considerado “coisa de menino”.

“Do ano passado até agora eu já senti uma mudança muito grande na valorização, porque muitas meninas que começam nas escolinhas trazem a família e isso começa a engajar a sociedade. Eu acredito que as escolinhas vão ampliar ainda mais esse leque de meninas que querem ser Leoas”, observa Greice.

Segundo Maurício, a influência do Leoas ajudou a diminuir o preconceito na área. “Temos vários relatos de mães dizendo que suas filhas não jogavam futebol porque os pais não queriam, mas que mudaram de ideia ao conhecer o projeto. Outras conquistas foram na mídia: rádio e TV pela primeira vez transmitiram ao vivo o futebol feminino em Lages graças ao crescimento do nosso projeto”, completa.

1655970_1729815390597066_8105036234605118556_n   944927_1729815080597097_5492388704613261831_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.